Valter Ventura: Compêndio do Nada

Kubikgallery (Porto)

> 6 de Dezembro, 2014

Valter Ventura (Lisboa, 1979) licenciou-se em História da Arte pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Terminou em 2005, como bolseiro do Banco Espírito Santo, o Curso Avançado de Fotografia no Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual. É professor no Curso Superior de Fotografia do Instituto Politécnico de Tomar, colaborando também com o Ar.Co. e o Atelier de Lisboa. Desde 2013 é responsável pela documentação fotográfica no Carpe Diem – Arte e Pesquisa.

Tem trabalhado em projectos onde, através de um experimentalismo que reside entre a ciência, a maravilha e a tarefa infinita, aborda temas que exploram a linguagem e a sua relação com o conhecimento das coisas.

Na sua primeira exposição individual na Kubikgallery, Valter Ventura apresenta Cartas do Vazio, Mapas Precedentes, Prospecções, A Pretensão de Ver e Vácuo, uma selecção dos seus trabalhos pertencentes à série “Compêndio do Nada”.

Na linguagem “ser” e “estar” são termos que se confundem. As mais remotas questões da filosofia aliam o conhecimento pessoal (“Quem sou?”), com a ideia de viagem num espaço (“De onde venho?” e “Para onde vou?”). O nada é assustador. Não conhecemos, não temos palavras para o descrever, não temos imagens para o identificar. É a fronteira do que somos e o limite onde estamos.

+ info:

Valter Ventura

Kubikgallery

(C) Imagens e texto: Cortesia do artista e Kubikgallery.

Anúncios