Hermano Noronha: + Essencial

> 17 de Maio, 2015

Núcleo da Igreja do Convento de São Francisco

Museu Robinson (Portalegre)

+ ESSENCIAL é a primeira proposta de leitura do Espaço Robinson, de autoria de Hermano Noronha, resultado de um trabalho desenvolvido durante a primeira edição do Campo de Estudo de Fotografia da residência artística – Conviver na Arte – promovida pela Fundação Robinson, em Setembro de 2012.

Em + ESSENCIAL o autor mostra imagens da presença dos Bombeiros Privativos da Robinson, três anos após o encerramento da fábrica, em 2009. Essa presença é visível em espaços perfeitamente demarcados (como o quartel de serviço; a zona dos cacifos; a sala onde está instalada a bomba de pressão de água; e ainda um mostruário de antigas peças utilizadas no inicio da laboração desta corporação em 1908) e em pontos aleatórios da fábrica onde ainda é possível verificar marcas dessa actividade: o meu interesse foi dedicado sobretudo à criação de imagens que, dentro do espaço degradado, não explorassem uma lógica decadente mas uma ideia póstuma de abandono. Procurei uma linguagem simples e directa com planos relativamente próximos e descritivos da presença “Essencial” dos Bombeiros na Fábrica, uma ideia de presença suspensa. – Hermano Noronha, 2012

Acerca da Fundação Robinson

O encerramento da Fábrica de cortiça Robinson veio criar um vazio de cerca de 7ha de terreno situado no coração da cidade velha, com uma significativa área construída, para além de um edifício principal que é o verdadeiro rosto da Fábrica na memória da Cidade. Para travar a dispersão da sua periferia, a Fundação Robinson delineou um programa de reabilitação das instalações da antiga Fábrica e da sua envolvente que, para além de recuperar o seu vasto património e a sua ligação histórica à cidade, propõe redefinir as funções dos diversos edifícios, com impactos no respeito e conservação dos sistemas de valores e do património natural, arqueológico-industrial e cultural da comunidade local, na melhoria do meio ambiente, na qualidade de vida e no habitat das pessoas de forma integrada e sustentável, tendo consciência do “efeito” deste projecto nos cidadãos que vão utilizar ou viver este espaço. A Fundação Robinson é, assim, uma entidade jurídica de direito privado que nasceu do entendimento entre a Sociedade Corticeira Robinson e a Câmara Municipal de Portalegre sobre o potencial patrimonial que o mundo da Fábrica detém. Enquanto organização à qual está afecto um património, a Fundação pretende complementar e/ou cooperar com as entidades públicas na realização de tarefas e projectos nas diferentes áreas da sociedade civil, como a educação e a cultura, mas também as artes visuais, do corpo e performativas, a investigação científica e tecnológica, entre muitas outras.

+ info:

Hermano Noronha

Fundação Robinson

Anúncios