Cecília Costa | Albedo

Baginski, Galeria | Projectos (Lisboa)

>  15 de Março de 2014

Albedo

“Todas as actividades naturais da alma são regidas por leis análogas às da gravidade material. Apenas a graça é excepção. É fundamental esperar que as coisas se passem sempre em conformidade com a gravidade, salvo nos casos de intervenção do sobrenatural. Duas forças reinam no Universo: Luz e Gravidade.” –  Simone Weil (1)

A exposição Albedo de Cecília Costa apresenta trabalhos inéditos de fotografia, desenvolvendo aspectos presentes em momentos anteriores da sua obra, como a exploração de simetrias, de gravidade e equilíbrio e aos quais se junta uma pesquisa que sugere a modelação da luz. Sendo a nossa condição física de tridimensionalidade orientada pelas tensões dos opostos (que se pretenderiam complementares) direita/esquerda, em cima/em baixo, à frente/atrás e pela consequente tensão de interior/exterior, é a alternância entre as sugestões de peso e a sua suspensão, de avanço e recuo e da já referida (a)simetria, que subverte a expectativa de correspondência com a realidade que decorre do suporte fotográfico.

Clique nas imagens para ampliar:

As imagens apresentam situações inacabadas ou de âmbito passageiro, em trânsito para outra coisa, por vezes de simulacro, definidas pela sua situação contingente e não pela promessa de um momento de realização plena. Tanto nas imagens de locais de construção em bruto como na vertente orgânica/natural de nuvens que parecem desenvolver-se verticalmente para baixo, à semelhança de estalactites, trata-se de casos de matérias em desenvolvimento, que experimentam diferentes configurações sem ainda (talvez nunca) assentar num contorno definitivo. São possibilidades, passagens, desdobramentos, tal como o é uma das fases da obra alquímica que, já tendo emprestado o seu nome ao coeficiente que mede a reflexão da luz por parte da matéria, o empresta também ao título desta exposição. E a matéria quer-se invadida por luz.

Depois de Máquina de Chilrear (2011), Carvão (2009) e Pli (2005), Albedo é a quarta exposição individual de Cecília Costa na Baginski, Galeria | Projectos.

+ info:

Cecília Costa (bio)

Baginski, Galeria | Projectos (Lisboa)

(C) Texto: Cortesia Baginski, Galeria | Projectos.

© Fotografias da exposição: José Soveral – Making Art Happen, 2014.

(1). WEIL, Simone, A Gravidade e a Graça, trad. DIAS, Doris Graça, Relógio de Água, Lisboa, 2004, p. 7

Anúncios