Pedro Calapez: Criss Cross

Pedro Calapez, "Friso #03", 2013, 97 x 176,5 x 20,5 cm. © Pedro Calapez

Pedro Calapez, “Friso #03”, 2013, 97 x 176,5 x 20,5 cm. © Pedro Calapez. Cortesia do artista.

Galeria Presença (Porto)

> 25.05.2013

Na exposição “Criss Cross”, Pedro Calapez apresenta diversos trabalhos recentes em pintura. Estes trabalhos, de 2012 e 2013, evidenciam o desenvolvimento que Calapez vem realizando no seu diálogo com diferentes tipos de suportes. Revela-se a sua pintura pela substância de largas pastas de tinta, arrastadas em camadas, numa contínua sobreposição de transparências e fusões de cores, num profuso e desconcertante uso da cor, expressão simultânea de um gesto e de uma atitude. Por outro lado as grandes dimensões e a utilização de suportes elaborados complexificam a usual definição de “quadro”. É no repetido cruzar da espátula na superfície da tela, do alumínio ou do papel que se desenrola o processo da pintura de Calapez. Tendo na sua juventude jogado basquete aprendeu a jogada de ataque em criss-cross, de que intenta agora um paralelo nesta exposição, evocando a acção corporal e física que emana da sua pintura.

Anúncios