Rui Toscano: ‘La Grande Avventura dello Spazio’

RT01

Rui Toscano (1970, Lisboa) tem revelado no seu percurso desde o início da década de 90 uma capacidade invulgar para expandir o seu campo de possibilidades artísticas recorrendo a diferentes media nos seus projectos – pintura, escultura, som, vídeo, instalação, desenho –, cruzando uma rede complexa de referências, materiais e soluções de ordem formal.

Na exposição ‘La Grande Avventura dello Spazio’, o artista retorna e desenvolve em novas direcções o tema iniciado nas exposições ‘The Great Curve’ (2009) na Chiado 8 e ‘Out of a Singularity’ (2010) na Cristina Guerra Contemporary Art – dando seguimento à investigação baseada na exploração espacial e a percepção do espaço no domínio da cosmologia, destacando-se a peça ‘The Right Stuff’ (2008-2009), crucial como ponto de partida e significativa de todo o trabalho desenvolvido, onde é explorado todo o aparato visual que rodeia o lançamentos de foguetões espaciais.

Em ‘La Grande Avventura dello Spazio’, título apropriado de uma colectânea italiana sobre a exploração espacial datada de 1967, volta a ser convocada a expectativa, as projecções e dados científicos num momento anterior à chegada do homem à Lua, para desenvolver uma série de peças que abandonam uma apropriação focada na representação real do cosmos (de que é exemplo a peça “Messier 5 (NGC 5904)” da série “Untitled (Cluster) apresentada em 2010) para uma abordagem mais subjectiva e, simultaneamente, mais complexa, permitindo novas possibilidades de interpretação.

Como é recorrente na obra do artista, nesta exposição a exploração de vários media marca presença – desenho, fotografia, escultura, pintura, vídeo e projecção de imagem – predominando o jogo de escalas e deixando o observador na fronteira ténue entre o real e o imaginado numa representação do Universo como uma paisagem e as expectativas e impulso humano.

>> 15.03  – 13.04 | Cristina Guerra – Contemporary Art

RUI TOSCANO (1970) nasceu em Lisboa, onde vive e trabalha. Estudou Pintura e Escultura no AR.CO (Centro de Arte e Comunicação) e na FBAUL (Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa). Tem apresentado o seu trabalho em galerias, museus e espaços alternativos desde 1993, em exposições como Take Off, Galerie Krinzinger, Benger Fabrik, Bregenz, Áustria (1997), 1, MACS (Museu de Arte Contemporânea de Serralves), Porto, Portugal (2002) ou Metaflux, 9. Bienal Internacional de Arquitectura, Arsenale, Veneza, Itália (2004) e Esculturas Sonoras 1994- 2013 (Culturgest).

Está representado em diversas colecções públicas como Fundação de Serralves, Caixa Geral de Depósitos, FLAD (Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento), Colecção António Cachola, Colecção Madeira Corporate Services, Colecção PLMJ, Colecção Portugal Telecom, Fundación ARCO (Espanha), Fundación Coca-Cola (Espanha), MEIAC (Museo Extremeño e Iberoamericano de Arte Contemporneo, Espanha); e também em inúmeras colecções privadas em Portugal, Espanha, Brasil, Áustria, Suíça e EUA.

A SABER: Está patente na Culturgest, em Lisboa, até dia 19 de Maio, uma exposição antológica do artista: ‘Esculturas Sonoras 1994-2013’. (+ info)

‘La Grande Avventura dello Spazio’ – Título original: La grande aventure de l’espace, Éditions Rombaldi, Paris, 1967.

(C) imagem: © Rui Toscano, cortesia de Cristina Guerra, Contemporary Art.

Anúncios