Um museu por 24 horas

O 24 hours museum abre em Paris, amanhã dia 24, no Palais d’Iéna, e encerra passado 24h, ou seja, dia 25.01.2012. Está aberto ao público durante e por 1 dia apenas. Um iniciativa da marca Prada, executada pelo artista Italiano Francesco Vezzoli (n. 1971) em colaboração com Oma /Amo de Rem Koolhaas.

A instalação criada para este evento está dividida em três sectores que são instrumento para a sequência de eventos, que decorrem durante 24 horas, em diferentes áreas do piso térreo do referido palácio. Na área central encontra-se uma gaiola de metal que envolve o trabalho de Francesco Vezzoli. Os outros sectores são inspirados em espaços museológicos particulares (histórico, contemporâneo e ‘esquecido’). Aqui Vezzoli criou um ‘museu inesistente’, onde homenageia o fascínio do feminino através de interpretações de esculturas clássicas que fazem referência a divas contemporâneas.

Com este projeto, “24 h Museum”, Francesco Vezzoli dá continuidade ao seu trabalho de investigação e exploração de influências recíprocas nas artes visuais, cinema e teatro. Esse trabalho já produziu algumas performances realizadas na Bienal de Veneza. Numa delas, Sharon Stone e Bernard-Henri Lévy representam personagens de uma campanha política fictícia para uma eleição presidencial (Bienal de Veneza, 2007). Numa outra, em 2009, Lady GAGA atua no MOCA, em Los Angeles, prestando homenagem a Sergei Diaghilev.

Francesco Vezzoli, 24h museum, 2012.