Cultural Revolutionaries (2)

© Guo Gai

Guo Gai, utiliza vários meios no seu trabalho: fotografia, escultura e performance. O tema central da sua obra é o declínio espiritual da cultura chinesa e o crescimento do materialismo, que envolve a transição da China do comunismo para um capitalismo autoritário. Guo Gai foi preso, a 24 de Março, no Museu de Arte Contemporânea de Beijing, dias depois da polémica performance de Cheng Li, no mesmo museu. A razão que levou à sua detenção foi o simples facto de se encontrar a tirar fotografias a uma exposição que criticava os ataques deliberados à liberdade de expressão, que se seguiram ao movimento denominado Jasmine Revolution. Foi libertado passado um mês, contudo não está autorizado a sair de Beijing. 

© Guo Gai

 

Anúncios