Inês d’ Orey: Caixa Negra

> 1 de Novembro, 2014

Galeria Presença (Porto)

 

Caixa Negra explora o poder narrativo dos objectos a par de um discurso de construção/desconstrução na relação de imagem com texto.

Depois do desaparecimento do avião MH370 da Malaysian Airlines em Março de 2014, Inês d’Orey fotografou uma caixa negra de um avião, impulsionada pelo excepcional carácter narrativo que este objecto encerra. Foi desta forma que iniciou uma colecção de objectos, uns mais insólitos do que outros, que se entrelaçam, num espaço proposto pela autora, com factos, histórias e ideias extraordinárias.

Neste gabinete de curiosidades de objectos, ora banais, ora inusitados, os planos da interpretação e da significação são eminentemente subjectivos. As fotografias a preto e branco, exemplares únicos foto-sensibilizados com emulsão fotográfica sobre papel de aguarela, são timbradas com uma palavra em baixo-relevo, apenas perceptível quando o espectador se aproxima da obra. Frases em stencil que se encontram espalhadas pelo espaço expositivo dão igualmente pistas às ideias associadas a alguns dos objectos. Os objectos fotografados adquirem assim um novo significado em que o impacto visual é enfatizado ou diminuído.

A presença central de uma enorme caixa de luz faz-nos lembrar de como tudo começou.

Caixa Negra sugere um jogo constante entre imagem e texto, entre a percepção do espectador e a interpretação (muitas vezes críptica) da autora, criando assim um ciclo de múltiplas experiências e significados.

Inês d’Orey

Galeria Presença

(C) Texto e imagens: cortesia da artista e Galeria Presença, Porto, 2014.

Anúncios