Helen Mirra | Habitat de Transição

> 14 de Setembro, 2014

Culturgest (Lisboa)

Curadoria: Miguel Wandschneider

A primeira impressão que as obras de Helen Mirra (Rochester, Nova Iorque, 1970) suscitam é a de uma apurada economia de meios, procedimentos e soluções formais – frugalidade é a esse respeito um termo apropriado. À medida que a nossa relação com o seu trabalho se adensa, há um olhar sobre a condição e a experiência do sujeito no mundo, em especial sobre a relação com a natureza, que se vai desvelando. Esta exposição é uma retrospetiva de uma extensa genealogia de obras que se materializam como faixas de tecido de algodão tingido monocromaticamente, com 16 mm de altura e extensão variável, frequentemente usadas pela artista como suporte para texto datilografado (texto construído a partir da sua relação com determinados filmes, ensaios filosóficos, obras literárias). A exposição contempla cerca de noventa peças, realizadas entre 1997 e 2012, incorporando aqui e ali trabalhos de outro tipo (desenhos, pinturas, uma escultura, uma peça de som), e abrindo-se assim a outros aspetos da prática artística de Helen Mirra.

Actividades relacionadas:

5 de julho, (17h):

Visita guiada pelo curador Miguel Wandschneider

+ info:

Helen Mirra

Culturgest

 

 

(C) texto e imagens: cortesia Culturgest, Lisboa, 2014.

Anúncios