João Seguro | Geometria Silenciosa

> 28.02.2014

LAB Laboratorio das Artes (Guimarães)

O seu campo de investigação e de trabalho integra questões imanentes da perspectiva, da percepção e da representação da recepção visual, num trabalho de vertente conceptual. Recentemente, tem vindo a tomar a discrepância entre a “realidade” e a sua construção, e a hegemonia de uma determinada consciência ocular, como material de uma parte significativa da sua obra.

Convocando em uníssono o desenho e a escultura, o seu trabalho reflecte o interesse do artista pela ideia de repetição e paralelismo entre imagens e objectos e as consequências que a adulteração das condições de visualização têm sobre o sujeito a nível perceptivo, tais como o desconforto e o sentimento de constrição resultante de poder encontrar-se num espaço no qual a distribuição dos elementos visuais e materiais se desdobram numa espécie de pleonasmo.
O artista tem vindo a desenvolver trabalhos em torno de sistemas de representação e apresentação, onde os métodos de substituição (o estar por ou em vez de, e onde as tensões próprias sugeridas pelo obstáculo da desfiguração no registo) são salientados.

João Seguro (n.) 1979, vive e trabalha em Lisboa.

Licenciado em Pintura pela F.B.A.U.L. em 2003, Mestrado em Artes-Plásticas pelo Chelsea College of Art & Design, da University of the Arts London, em Londres em 2004. Em 2005, foi nomeado vencedor do prémio BES Revelação, Banco Espírito Santo / Museu de Serralves, Porto, tendo realizado, em 2004, uma residência artística na Budapest Galéria, em Budapeste, com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa. Entre as exposições em que tem participado, contam-se as exposições individuais Um dia de chuva, Appleton Square, Lisboa, 2013; Um dia não são dias/Once in a blue moon, Sala do Veado, Museu Nacional de História Natural e Ciência, Lisboa, 2013; Sobrecapa/subtexto, Galeria 102-100, Castelo Branco, 2011; O desconhecido desconhecido na Marz-Galeria em 2010; Six degrees of Separation, Marz-Galeria em 2008 Out of the corner of the eye, Empty Cube, Lisboa em 2007, Project Room, Centro de Artes-Visuais, Coimbra em 2005 e 360º Avalanche, Lisboa 20 Arte Contemporânea, Lisboa (2005); e das colectivas O MAR: muitas marés, uma única vaga de descontentamento, BES Arte & Finança; Display: Objects, Buildings and Space, Palácio de Quintela, Lisboa, 2010; Quantos-queres, Marz-galeria em 2010; Uma mesa e três cadeiras, Edifício ETIC, , Lisboa; 11ème Festival International Bandits-Mages, Château d’eau – Chateau d’art, Bourges,Colectiva de Desenho102-100 Galeria de Arte, Castelo Branco em 2009; I Can’t go on, I’ll go on , Sala Bebé, Lisboa em 2008, Q&A, Centro Cultural Galego, Lisboa, Objecto: Simulacro, H. J. M., Lisboa; Space Oddity, LX Projects, Lisboa. Interzonas 06, Palácio de Sástago, Zaragoza em 2006, BES Revelação, Casa de Serralves, Porto em 2005.

+ info:

LAB Laboratorio das Artes (Guimarães)

(C) imagens cortesia do artista João Seguro.

Anúncios