Isabel Nogueira (novo livro)

O livro ‘Artes plásticas e crítica em Portugal nos anos 70 e 80: vanguarda e pós-modernismo’, da autoria de Isabel Nogueira é apresentado, no próximo dia 11 de Novembro, pelas 18h:30m, na Fnac do Chiado, em Lisboa. Trata-se de uma edição da Imprensa da Universidade de Coimbra, com prefácio de Delfim Sardo.

Apresentam o livro: Cristina Azevedo Tavares (Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa) e Delfim Sardo (Faculdade de Letras e Colégio das Artes da Universidade de Coimbra).

IN

Sobre a obra

Este texto apresenta uma proposta de compreensão das artes plásticas e da crítica em Portugal nos anos setenta e oitenta, na sua relação com os conceitos de vanguarda e de pós-modernismo.

Trata-se, num primeiro momento, de traçar uma perspetiva de caráter mais historicista e panorâmico, pautada pela fixação e cruzamento de informação, até à data apresentada de modo disperso ou monograficamente focado. E é precisamente a análise desta informação que nos leva a aceitar a hipótese de que estes conceitos nos permitem o entendimento deste panorama, conduzindo-nos, num segundo momento, a um exercício teórico e epistemológico de definição dos conceitos de vanguarda e de pós-modernismo, os quais, servem, portanto, de fios condutores deste estudo.

Este trabalho culmina na análise da prática artística em Portugal no período em questão, concretamente nos eventos coletivos de artes plásticas que se propuseram, conceptual e objetualmente, interrogar e apropriar os conceitos de vanguarda e de pós-modernismo, procurando perceber se, não obstante os tempos e a intensidade da arte portuguesa maioritariamente não terem sido os mesmos dos centros artísticos mais eminentes, estas exposições – Alternativa Zero:Tendências Polémicas na Arte Portuguesa Contemporânea (1977), Depois do Modernismo (1983), Os Novos Primitivos: os Grandes Plásticos (1984), Atitudes Litorais (1984), Arquipélago (1985) e Continentes: V Exposição Homeostética (1986) – conseguem, a seu modo, enriquecer e transformar os conceitos em causa, permitindo uma redefinição da própria história da arte portuguesa deste período.

IN1

Sobre a autora

Isabel Nogueira é historiadora de arte contemporânea.

Investigadora integrada do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX/ Universidade de Coimbra, onde coordena a linha de investigação: “Artes Visuais e Imagem em Campo Expandido”; Professora no Instituto Superior de Educação e Ciências (Lisboa) e na Sociedade Nacional de Belas-Artes. Membro da Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA-Portugal). Colabora regularmente nas publicações Estudos do Século XX (Universidade de Coimbra) e Recherches en Esthétique (Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne).

Desenvolve, desde 2010, investigação de pós-doutoramento (Universidade de Coimbra/ Faculdade de Letras e na Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne/ Arts Plastiques et Sciences de l’Art).

É Doutorada em Belas-Artes, área de especialização em Ciências da Arte, pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, com a tese: ‘Artes plásticas e pensamento crítico em Portugal nos anos setenta e oitenta: problemáticas da operacionalidade dos conceitos de vanguarda e de pós-modernismo’, em Janeiro de 2010.

Mestre em Teorias da Arte, pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, com a dissertação ‘Da análise do conceito de pós-modernismo à sua manifestação na exposição Alternativa Zero’, em Julho de 2003. Este texto esteve na origem do ensaio ‘Do pós-modernismo à exposição Alternativa Zero’. Lisboa: Vega, 2007.

Licenciada em História, variante de História da Arte, pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, em Junho de 1999.

Livros publicados:

  • Do pós-modernismo à exposição Alternativa Zero. Lisboa: Vega, 2007. Pref. de António Pedro Pita.
  • Alternativa Zero (1977): o reafirmar da possibilidade de criação. Coimbra: CEIS20 – Universidade de Coimbra, 2008.
  • A crítica nas artes: fundamentos, conceitos e funções (coord.) Coimbra: CEIS20 – Universidade de Coimbra, 2011.
  • Teoria da arte no século XX: modernismo, vanguarda, neovanguarda, pós-modernismo. Coimbra: Imprensa da Universidade, 2012. Pref. de Jacinto Lageira.
  • Théorie de l’art au XXe siècle: modernisme, avant-garde, néo-avant-garde, postmodernisme. Paris: Éditions L’Harmattan, 2013. Préf. de Jacinto Lageira.

(C) imagem: Fotografia de Isabel Nogueira por Sal Nunkachov Provisório.

+ info:

Imprensa da Universidade de Coimbra

Anúncios