(base de dados de coleccionadores)

Larry List posiciona-se como a principal base de dados de coleccionadores do mundo, com mais de 3.000 perfis espalhados por 70 países, entre eles Portugal.

É um serviço dirigido a galeristas, marchands, leiloeiras, feiras de arte, artistas, coleccionadores e jornalistas. Fornece informação sobre colecções privadas, incluindo o nome de artistas e obras coleccionadas. Descreve, também, a posição do coleccionador, a sua classificação e actividade no mercado de arte. A informação está em constante actualização. O perfil do coleccionador é pago, tem um custo de US$9,50. Os artistas obtêm-no gratuitamente.

Questões como: – Quem colecciona artistas emergentes em Londres ou em Singapura? Que coleccionadores estão sediados em Abu Dhabi? Ou em Dallas? Quem está interessado em comprar obras de Cindy Sherman? Serão, segundo Larry List, facilmente respondidas por este serviço,  beneficiando os artistas porque podem identificar os seus coleccionadores.

Larry List conta com uma equipa de 25 pesquisadores, de 20 países diferentes, que falam 24 línguas. A sua pesquisa processa-se através de mais de 27 mil fontes, incluindo motores de busca, arquivos, revistas, livros e bases de dados. Prometem a pesquisa global mais abrangente realizada sobre colecções de arte.

Este serviço foi fundado, em 2012, e é apoiado por importantes coleccionadores de arte do mundo. A empresa está sediada em Hong Kong e um dos valores fundamentais da sua prática é trazer transparência para o sector. O fundador e CEO Magnus Resch, é um jovem empresário, de 29 anos, apaixonado por arte, que concluiu a sua tese de doutoramento sobre gestão de galerias de arte, tendo efectuado os seus estudos em Harvard, LSE, Hong Kong e St. Gallen. Vive entre Hong Kong e Berlim.

Consulte o Blog de Larry List e o Relatório de 2013.

Anúncios