Traço de Arquitecto

Aires Mateus –  Casa em Coruche, 2007.  ©  Aires Mateus & Associados

Aires Mateus – Casa em Coruche, 2007. © Aires Mateus & Associados

Manuel Aires Mateus | Marcio Kogan

19 de Setembro 2013 – 2 de Novembro 2013

Baginski Galeria | Projectos (Lisboa)

Curadoria de Verónica de Mello

Esta exposição propõe um olhar ao interior do processo criativo dos arquitectos Manuel Aires Mateus (Portugal, 1963) e Marcio Kogan (Brasil,1952), através de desenhos, esquissos e maquetes de uma selecção de projectos realizados pelos ateliers dos autores. A mostra revela um espaço muitas vezes íntimo e reservado do universo privado de trabalho e de pensamento do arquitecto.

No âmbito da Trienal de Arquitectura de Lisboa este ano na sua terceira edição, e num jogo de palavras com o titulo proposto, Close, Closer (trad. livre como intimidade, proximidade) surge a tentativa de expor o espaço intimo do processo de pensamento projectual. A linha condutora do discurso curatorial explorará o desenho como traço próprio, expressão do acto de pensar mas indissociavelmente esta exposição estabelecerá também uma discussão sobre o espaço privado e o público. A casa onde estas características se traduzem em programa, cumplicidade e forma, são para estes dois autores expressão emblemática da sua prática.

Desenhos que contam histórias, desenhos que revelam um estudo e pensamento que conduz ao objecto construído, maquetes que se constroem como um desenho tridimensional.

Uma exposição que versa sobre a forma de pensar a desenhar e desenhar para pensar.

AIRES MATEUS – RAIZ . Bienal de Veneza 2012. © Aires Mateus & Associados

Aires Mateus – RAIZ . Bienal de Veneza 2012. © Aires Mateus & Associados

Manuel Aires Mateus nasceu em Lisboa em 1963 e formou-se na Faculdade de Arquitectura /U.T.L. em 1986. Começou a colaborar com o Arqº Gonçalo Byrne em 1983 e começou a desenvolver projectos com o seu irmão Francisco em 1988. O atelier Aires Mateus foi nessa altura constituído pelos dois irmãos apesar de ocupar um espaço dentro do atelier do Arq. Gonçalo Byrne. A crescente escala de projectos fê-los estabelecer um espaço autónomo para responder às solicitações de trabalho. Desde essa altura a dimensão e quantidade de trabalho tem sido prolífica resultando em diversos prémios de arquitectura nacionais e internacionais. A visibilidade do seu trabalho fez com que fossem convidados para fazer conferências e leccionar em várias instituições internacionais como a Graduate School of Design em Harvard, A Accademia de arquitectura de Mendrisío e em outras em Portugal. A estrutura neste momento abrange dois escritórios, ambos em Lisboa, tendo estabelecidas diversas parcerias com ateliers locais para os projetos internacionais.

Marcio Kogan – Casa Paraty, 2009 © StudioMK27

Marcio Kogan – Casa Paraty, 2009 © StudioMK27

Marcio Kogan nasceu em São Paulo, Brasil, em 1952. Formado em 1976 pela FAU-Mackenzie, foi realizador de filmes até os 30 anos de idade, tendo então optado pela arquitetura. Principais projectos: Du Plessis House (ASBEA Award e Record House 2004), Gama-Issa House (ASBEA Award e short list World Architecture Award 2002), BR House (IAB Award 2004 e Record House 2005), Mirindibas House, Hotel Fasano (short list Wallpaper Design Award 2005), o Museu de Microbiologia (IAB Award 2002) e, recentemente, duas casas em Espanha, uma no Alabama, uma Vila em Milão, IT e a “desarrumada” Micasa Vol._B Store. Desde 2001 o studiomk27, escritório liderado por Marcio, ganhou mais de 50 prémios brasileiros e internacionais, com destaque para o Wallpaper Design Awards, Record House, D&AD “Yellow Pencil”, LEAF Awards, Dedalo Minosse e Barbara Cappochin; além de 3 vezes finalista no World Architecture Festival.

MÁRCIO KOGAN – Casa Paraty, 2009 © StudioMK27 Fotografia : Photo by Nelson Kon

Marcio Kogan – Casa Paraty, 2009 © StudioMK27. Fotografia: Nelson Kon

(C) imagens, cortesia de Baginski Galeria | Projectos

Anúncios