Chantiers d’Europe 2013 (Lisboa-Paris)

CE

Chantiers d’Europe 2013 apresenta, em Paris, a partir do próximo dia 3 de junho, um vastíssimo programa cultural, onde se encontram representados mais de 60 artistas portugueses, das mais diversas áreas.

Este projecto divide-se em duas partes: a primeira decorre em Paris, no quadro da programação do Théâtre de la Ville e, mais tarde, no âmbito do Festival de Outono, Lisboa acolhe diversas iniciativas culturais francesas.

Inserido nas comemorações dos 15 anos do tratado de amizade entre as duas cidades, Chantiers d’Europe 2013 é organizado pelas câmaras de Paris e de Lisboa, com o apoio do Instituto Francês, da Fundação Calouste Gulbenkian, do Camões- Instituto da Cooperação e da Língua, entre outros.

Serão apresentadas 40 propostas artísticas de criadores portugueses, em vários domínios: cinema, artes visuais, música, dança, performance e teatro.

Este projecto multidisciplinar promovido pelo Théâtre de la Ville, dirigido pelo luso-francês Emmanuel Demarcy-Mota, pretende dar visibilidade aos jovens criadores portugueses, quer junto do grande público, quer junto dos profissionais e programadores artísticos. A mostra apresenta-os “no começo das suas carreiras internacionais”, que se esperam com futuro, segundo escreveu Demarcy-Mota, que fala de “um instantâneo, necessariamente não exaustivo, da jovem criação lisboeta em 2013”.

Demarcy-Mota justifica a escolha de Portugal para país tema, por se tratar de “dar conta do dinamismo criativo’ dos artistas portugueses, ‘tão importante – em todos os domínios – quanto amplamente ocultado pelo olhar quase exclusivamente económico lançado sobre este país desde há alguns anos’“Se Portugal é efetivamente atingido pela crise, em proporções difíceis de conceber pelos franceses”, “a resistência dos artistas faz nascer uma cena florescente, um ‘laboratório’ para as companhias emergentes, que deitam um verdadeiro olhar sobre o impacto social e político das suas criações, uma cena cuja independência faz a (sua) força”.

Consulte aqui o programa completo.

Programa – artes visuais:

– Helena Almeida, João Tabarra, João Onofre, Rui Calçada Bastos, Bruno Ramos, Nuno Lacerda, José Maçâs de Carvalho.

– Pedro Barateiro, Vasco Barata, Sara & André, André Romão e Nuno da Luz, Vasco Araújo.

– A Kills B, Ricardo Jacinto, Joana Bastos, Musa Paradisiaca, António Olaio, Francisco Tropa.

3 a 15 de junho:

Programa vídeo-arte  |  Théâtre de la Ville

Uma selecção dos melhores filmes das edições recentes do Fuso (Anual de Vídeo Arte Internacional de Lisboa)

Com: Helena Almeida, João Tabarra, João Onofre, Rui Calçada Bastos, Bruno Ramos, Nuno Lacerda, José Maçâs de Carvalho.

3 a 15 de junho:

João Onofre  Théâtre de la Ville

7, 8 e 9 de junho:

Teatro Praga | Old Scholl  | Théâtre de la Ville

Com: Pedro Barateiro, Vasco Barata, Sara & André, André Romão & Nuno da Luz, Vasco Araújo.

Old School é um programa de performances imaginado pelo Teatro Praga e realizado por Susana Pomba.

13 e 14 de junho:

Performances  |  Palais de Tokyo

com: A Kills B, Ricardo Jacinto, Joana Bastos, Musa Paradisiaca, António Olaio, Francisco Tropa.  

 

Anúncios