Richard Serra: early work

Richard Serra, installation view, Early Work exhibition David Zwirner Gallery, New York, 2013.  Courtesy of David Zwirner Gallery.

Richard Serra, installation view, ‘Early Work’, David Zwirner Gallery, New York, 2013. Courtesy of David Zwirner Gallery.

A Galeria David Zwirner, em Nova Iorque, apresenta, até dia 15 de Junho, a exposição Early Work (os primeiros trabalhos) do artista Richard Serra. As obras expostas correspondem a um período que vai de 1966 a 1971 e provêm de museus e colecções privadas. Representam o início de algumas experiências inovadoras do artista com materiais não tradicionais, como borracha vulcanizada, neon e chumbo, bem como exemplos dos primeiros trabalhos em aço. É, também, apresentado um programa de filmes deste período.

Um diálogo meticuloso entre a força da gravidade e os materiais utilizados (neste caso aço), tão característico da sua obra, foi introduzido logo no início da sua carreira e definiu o desenvolvimento posterior das propriedades espaciais e temporais da sua linguagem escultórica. Esta exposição pretende reconsiderar essas práticas e conceitos inovadores que o inscrevem como um dos mais notáveis artistas da história da arte do século XX.

Clique nas imagens para ampliar:

Richard Serra (n. 1938, EUA). Expôs, individualmente, pela primeira vez na Galleria La Salita, Roma, 1966, e, nos Estados Unidos, na Leo Castelli Warehouse, Nova Iorque, em 1969. A sua primeira exposição individual num museu  foi realizada no Museu de Arte de Pasadena em 1970. Richard Serra, participou, desde então, nos mais prestigiados eventos: nas Documentas 5 (1972), 6 (1977), 7 (1982) e 8 (1987), em Kassel; nas Bienais de Veneza de 1984 e 2001 e nas bienais do Museu Whitney de Arte Americana em 1968, 1970, 1973, 1977, 1979, 1981 e 1995. Exposições individuais:  Museu Stedelijk, Amsterdam, 1977, Kunsthalle Tübingen, 1978, Museu Boijmans Van Beuningen, Rotterdam, 1980, Museu Nacional d’Art Moderne, Paris, 1984, Museu Haus Lange, Krefeld, 1985; The Museum of Modern Art, New York, 1986; Louisiana Museum, Humlebæk, 1986; Westfälisches Landesmuseum für Kunst und Kulturgeschichte, Münster, 1987, Städtische Galerie im Lenbachhaus, Munique, 1987, Stedelijk Van Abbemuseum, Eindhoven, 1988; Bonnefantenmuseum, Maastricht, 1990; Kunsthaus Zürich, 1990, Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía, Madrid, 1992, Centro de Dia para as Artes, New York, 1997, Centro de Arte Hélio Oiticica, Rio de Janeiro, 1997-1998; Mercado de Trajano, em Roma, 2000; Fundação Pulitzer para o Arts, St. Louis, 2003; Museo Archeologico Nazionale di Napoli, Nápoles, 2004. Em 2005, oito obras de Serra foram instalados permanentemente no Museu Guggenheim Bilbao e, em 2007, o Museu de Arte Moderna de Nova Iorque apresentou uma retrospectiva da obra do artista. A sua obra foi tema de exposição na Galeries Nationales du Grand Palais, Paris, em 2008 (MONUMENTA 2008: Richard Serra: Promenade), em 2011-12 a exposição Brancusi-Serra viajou da Fundação Beyeler, Riehen para o Museu Guggenheim de Bilbao, e selecção dos desenhos de Serra esteve em exibição em 2011-12 no Metropolitan Museum of Art, de Nova Iorque, no San Francisco Museum of Modern Art e na Menil Collection, Houston.

Clique nas imagens para ampliar:

Anúncios