Daniel Steegmann Mangrané: / (- \

NC

@ Galeria Nuno Centeno

20 Abril – 20 Maio ( 2013)

A Galeria Nuno Centeno, no Porto, apresenta, pela primeira vez em Portugal, o artista catalão Daniel Steegmann Mangrané com a exposição, / (- \, que inaugura hoje, dia 20 de Abril.  

/ (- \ preenche completamente o espaço da galeria e é composto por um conjunto de quatro cortinas. Produzidas misturando técnicas industriais e artesanais as cortinas usam um material originário do sul da Catalunha, onde o artista passou a sua infância. Usado, normalmente, em comércios como açougues (talhos) e nas portas de casa, as cortinas de alumínio Kriska têm a capacidade de serem transponíveis e de se fecharem rapidamente após a passagem do espectador; para além do seu característico barulho metálico. Os buracos nas cortinas convidam o espectador a atravessá-los em silêncio ou a ir contra a cortina fazendo barulho.

As 4 cortinas dividem o espaço em quatro secções e operam tanto como esculturas independentes e como elementos de uma instalação maior, criando uma obra que se desmaterializa nas relações estabelecidas entre o corpo do espectador, o seu movimento através do espaço, e as cortinas que definem o seu ambiente imediato , tornando o trânsito e o transiente a essência material da obra.

A obra de Steegmann desenvolve-se através de diferentes suportes e oscila entre experimentações cruas e directas, mas subtis e ao mesmo tempo poéticas. Embora essencialmente conceptual, o trabalho de Steegmann revela uma forte preocupação com a existência e com as características dos objectos concretos. O artista usa a linguagem abstracta como um princípio gerador de pensamento e emprega significados instáveis e construções imateriais como uma forma de abordar questões relacionadas com a linguagem, o corpo, a existência material e produção sentido.

A saber: A Inc. livros e edições de autor, no Porto, apresenta, hoje, pelas 18h, o livro “Lichtzwang” de Daniel Steegmann Mangrané, que estará presente para uma pequena conversa sobre o seu trabalho. “Lichtzwang”, publicado pela editora berlinense ‘Bom Dia Boa tarde Boa Noite’, apresenta  uma série de 256 aquarelas com o mesmo título, feitas sobre papel quadriculado e desenvolvidas entre 1998 e 2012.

Daniel Steegmann Mangrané (Barcelona, 1977) expõe regularmente na Europa e no Brasil (onde vive), de onde se destacam as exposições individuais : Akademie der Künste, Berlim; Duna Econômica / Maqueta sem calidade, Halfhouse, Barcelona; FOUR WALLS, Mendes Wood, São Paulo; Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto, Rio de Janeiro , Equal (cut), Ateliê 397, São Paulo; ou Fundació La Caixa, Lleida. O seu trabalho foi também exposto nas coletivas: 30 ª Bienal de São Paulo, A iminência das Poéticas, São Paulo; Ambiguações, Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro; Yemanjá Claus, Diana Stigter galerie, Amesterdão; Pindorama Suit, Rongwrong, Amesterdão; Belvedere, Estrany ∙ De la Mota, Barcelona; Espai d’Art Contemporani de Castelló, Castelló; Forgotten Bar Project, Galerie im Riegerungsviertel, Berlin; Miragem (Sempre à vista), Mendes Wood, São Paulo.

Dos próximos projectos do artista destacam-se: Sin motivo aparente, Centro de Arte 2 de Mayo, Madrid; Museo Experimental el Eco, México DF; Werkleitz 2013, Halle, ou Concreta-sonho, na Krinzinger Galerie, Viena.

(C) imagens: cortesia da Galeria Nuno Centeno, Porto 2013.

Anúncios