The Age of Divinity | Plataforma Revólver

Vista da exposição 'The Age of Divinity' na Plataforma Revólver, 2013. Fotografia © Fabio Salvo. Cortesia de Plataforma Revólver.

Vista da exposição ‘The Age of Divinity’ na Plataforma Revólver, 2013. Fotografia © Fabio Salvo. Cortesia de Plataforma Revólver.

PLATAFORMA REVÓLVER

> 24.04.2013

Com: Johanna Billing, Eric Corne, José Drummond, Jan Fabre, Raquel Melgue, Catarina Mil-Homens, João Onofre, Raúl Perez, Ana Rito, Ernesto de Sousa, Pedro Vaz, Liao Chi-Yu, Hugo Barata.

Curadoria: Hugo Barata  

A exposição ‘The Age Of Divinity’ é um projeto expositivo que nasceu da leitura da obra “A Fauna dos Espelhos”, de Jorge Luís Borges, e procura realizar uma reflexão em torno da relação ‘real’ – ‘imaginário’, imagem e reflexo, a partir de obras de um conjunto de artistas nacionais e internacionais que, no seu conjunto, exploram conceitos como representação, imagem e encenação.

“Esta jornada poderia ser encarada como o início de uma estória, um relato ténue daquilo que se poderia apelidar de imaginação manifesta. É uma jornada acerca da nossa condição de seres imaginantes, entidades não governadas por normas da ciência, da razão ou da verdade, mas antes governadas pelo tributo dos sonhos e dos pesadelos na configuração de uma expressão do mundo. No conto de Jorge Luís Borges descreve-se um tempo no qual as criaturas que viviam nos espelhos, ao apoderar-se do espaço terreno que era pertença do ser humano, são novamente aprisionadas e condenadas eternamente a mimetizar e a refletir a imagem do mundo “real”. Nesta obra do escritor argentino, baseada no mito chinês do Imperador Amarelo e da fauna existente nos espelhos como universo alternativo, somos confrontados com a ideia de “seres” irrequietos – imagens desobedientes – que se transportaram para a nossa realidade para aí iniciarem a destruição e o caos. Dir-nos-á a história das crenças que, graças a um poderoso feitiço do Imperador Huang Di, os entes foram controlados e derrotados. A estória que se deseja contar cresce da reflexão em torno da relação “real” ? “imaginário”, imagem e reflexo. Ambos os conceitos são considerados como momentos que se nos impõem e que, através da arte, se cruzam ou trocam de lugar, produzindo sombras, aterrorizando padrões de representação, razão ou verdade, fundindo ou deformando relações simbólicas que esperaríamos estáveis. Assim sendo, observe-se o artista como aquele que lança falsificações para a “realidade real” e também, vice-versa, aquele que aprisiona essa mesma “realidade” nas representações e nos objetos que cria. (…)” 

– Hugo Barata, Lisboa, novembro de 2012 

ler aqui o texto completo 

Recentemente, esta mostra foi distinguida pela NY Arts Magazine como uma das 5 exposições internacionais a não perder.

Vista da exposição "The Age of Divinity" (Liao Chi-Yu "Take Care", 2012). Fotografia © Fabio Salvo. Cortesia de Plataforma Revólver.

Vista da exposição “The Age of Divinity” (Liao Chi-Yu “Take Care”, 2012). Fotografia © Fabio Salvo. Cortesia de Plataforma Revólver.

Vista da exposição 'The Age of Divinity' - Hugo Barata " The exclusion", 2013. Imagem: © Fabio Salvo. Cortesia Plataforma Revólver.

Vista da exposição ‘The Age of Divinity’ – Hugo Barata ” The exclusion”, 2013. Imagem: © Fabio Salvo. Cortesia Plataforma Revólver.

Vista da exposição ‘The Age of Divinity’ – José Drummond, “130061_2_18846 (The Winker)”. Fotografia © Fabio Salvo. Cortesia de Plataforma Revólver.

Vista da exposição 'The Age of Divinity' - Catarina Mil-Homens "Feixe", 2013. Fotografia © Fabio Salvo. Cortesia de Plataforma Revólver.

Vista da exposição ‘The Age of Divinity’ – Catarina Mil-Homens “Feixe”, 2013. Fotografia © Fabio Salvo. Cortesia de Plataforma Revólver.

Vista da exposição 'The Age of Divinity' - Pedro Vaz, Diorama de Paisagem, 2012. Imagem: © Fabio Salvo. Cortesia Plataforma Revólver.

Vista da exposição ‘The Age of Divinity’ – Pedro Vaz, Diorama de Paisagem, 2012. Imagem: © Fabio Salvo. Cortesia Plataforma Revólver.

artigos relacionados:

Recentemente, esta mostra foi distinguida pela NY Arts Magazine como uma das 5 exposições internacionais a não perder.

Link:

Plataforma Revólver

Rua da Boavista 84, Lisboa 

Vista da exposição 'The Age of Divinity' - Johanna Billing "Magical World", 2005 - imagem © Fabio Salvo. Cortesia de Plataforma Revólver.

Vista da exposição ‘The Age of Divinity’ – Johanna Billing “Magical World”, 2005 – imagem © Fabio Salvo. Cortesia de Plataforma Revólver.

Anúncios