Belén Uriel – Pedra, papel e tesoura

Belén Uriel, Pedra, papel e tesoura. Pavilhão Branco do Museu da Cidade, Lisboa.

Belén Uriel, Pedra, papel e tesoura. Pavilhão Branco do Museu da Cidade, Lisboa.

O Pavilhão Branco do Museu da Cidade de Lisboa, apresenta ‘Pedra, papel e tesoura’ de Belén Uriel. A exposição estará patente até ao dia 19 de Maio.

Esta exposição dá seguimento a uma linha de trabalho desenvolvida por Belén Uriel durante os últimos anos e que reflete sobre como a natureza de certas construções materiais (produtos da sociedade global – mercado), nas suas capacidades simbólicas e discursivas, permitem impor modelos ou hábitos sociais e, como a nossa “resistência” às mesmas, deriva de uma constante aspiração e necessidade de as redefinir.

A intenção da artista foi criar um conjunto de peças simbólicas, sujeitas a uma natureza cenográfica que pelas suas características formais e a relação que estabelecem entre elas, ficam dotadas de um carácter ambíguo, uma condição temporal transitória, entre uma possível situação de construção ou, pelo contrário, de desmontagem do cenário (ou situação). Fazem referência a estruturas de suporte ou fixação de (outros) elementos que estão ausentes, e que só existindo em comum (unidos/montados), definiriam a sua função. Este estado indeterminado quer acentuar o carácter e condição de fabricação/ construção de processos sociais com intenção de instaurar novos modelos de ação.

Belén Uriel (Madrid, 1974) vive e trabalha entre Lisboa e Londres. Formada no Chelsea College of Art and Design, Londres recebeu, recentemente, a bolsa de criação artistica do MUSAC (León) e a bolsa de investigação em arte do Montehermoso, Vitoria. Das suas mais recentes exposições individuais destacam-se ‘Manual’, Galeria Presença, Porto, 2012, ‘Useful household objects under 10$’, Montehermoso, Vitoria, 2012; ‘Ni blanco, ni negro’, Appleton Square, Lisboa, 2011; ‘The largest selection of dreams’, Espacio Liquido Gallery, Gijón, Espanha, 2011.

Links:

Belén Uriel

Pavilhão Branco do Museu da Cidade

(C) imagem cortesia de: Galerias da Câmara Municipal de Lisboa.

Anúncios