Eurico Lino do Vale: Retratos Incógnitos

O Museu do Caramulo apresenta a exposição de fotografia ‘Retratos Incógnitos’ do artista Eurico Lino do Vale até ao dia 26 de Maio de 2013.

No decurso do seu trabalho de autor, Eurico Lino do Vale tem-se dedicado ao tema do retrato fotográfico, explorando-o em toda a sua complexidade e desenvolvendo sucessivos trabalhos, que no seu todo formam colecções de fotografias.

Em ‘Retratos Incógnitos’, o artista colocou a si mesmo o desafio de encontrar formas de representar pessoas através da representação clássica formal do retrato, sem nunca porém fotografar as suas caras, afastando-se assim da representação directa das pessoas através dos seus vestígios ou indícios da sua presença.

Para Eurico Lino do Vale “O retrato na sua essência está muito ligado à ideia do registo. Pareceu-me um desafio interessante usar esse mesmo registo para mostrar num segundo ou terceiro plano as características de uma personagem.” Coincidindo com a data da inauguração, será ainda apresentado o catálogo da exposição, publicado pelo Museu do Caramulo.

A exposição foi produzida em parceria com a Fundação EDP.

Sobre o artista, nascido em 1966 no Porto, Eurico Lino do Vale usa o retrato como tema central no seu trabalho explorando complexidade que o envolve, como a questão da identidade e memória. Expõe individualmente desde 1999. O seu trabalho está representado em colecções públicas e privadas tais como: Colecção permanente do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal; Colecção da Maison Europeene de la Fotografie, Paris; Colecção Fundação PLMJ, Lisboa, Portugal; Colecção Banco Central Europeu, Frankfurt; Colecção Banco Espirito Santo, Portugal, entre outras.

O artista é representado por Carlos Carvalho, Arte Contemporânea.

Links:

Eurico Lino do Vale

Carlos Carvalho, Arte Contemporânea

Imagens: Retratos Incógnitos

Museu do Caramulo

Anúncios