Fernando Távora: Modernidade Permanente

Fernando Távora, Escola de Arquitectura da Universidade do Minho, Esquissos da Sala de Desenho, s.d., s.e, A4 FIMS/ FT/ 0194 A - pd 0002. Cortesia da Fundação da Cidade de Guimarães.

Fernando Távora, Escola de Arquitectura da Universidade do Minho, Esquissos da Sala de Desenho, s.d., s.e, A4 FIMS/ FT/ 0194 A – pd 0002. Cortesia da Fundação da Cidade de Guimarães e Família de Fernando Távora.

Inaugurou, no dia 17 de novembro, a exposição ‘Fernando Távora: Modernidade Permanente’. Estará patente, até 15 de Fevereiro de 2013, na Escola de Arquitetura da Universidade do Minho.

No âmbito da Capital Europeia da Cultura, Guimarães 2012,  é apresentado o projeto Fernando Távora: Modernidade Permanente, coordenado pelo Arquiteto Álvaro Siza. Esta iniciativa acolhe um conjunto de ações, das se destaca a exposição, as conferências, as sisitas guiadas, o catálogo da exposição e a publicação facsímile do Diário de “Bordo” (1960).A exposição Fernando Távora Modernidade Permanente é sobre a obra de Távora, mas, longe da ambição de ser monográfica, ou antológica, pretende sim oferecer uma leitura transversal da insistente relação que essa obra tem com o exercício do magistério, enquanto Professor de Arquitetura.Trata-se, portanto, de um conjunto de documentos, ora pertencentes ao âmbito do desenho e da fotografia de Arquitetura, ora ao âmbito documental dos registos existentes sobre as suas aulas, conferências, viagens de estudo. O objetivo final visa incluir a documentação selecionada num todo cuja coerência seja legível, de um modo tão natural como foi colhida ao longo da vida.
Esse todo não almeja, como já foi referido, abarcar a imensidão e a complexidade do pensamento e da obra de Fernando Távora, mas antes centrar-se no carácter pedagógico desse mesmo pensamento e dessa mesma obra. Visa explorar em que circunstâncias a prática da arquitetura e o mister de professor se contaminam e se deixam contaminar uma pelo outro, em que lugares se cruzam entre si.
Mais informações: Casa da Arquitectura |  Guimarães 2012  |  Fernando Távora
Organização: Fundação Cidade de Guimarães, Família Fernando Távora, Associação Casa da Arquitectura e Fundação Instituto Marques da Silva. 
(C) imagens, cortesia: Cortesia da Fundação da Cidade de Guimarães e Família de Fernando Távora.
Anúncios