Luísa Jacinto: o lugar mais perto

Luísa Jacinto, ‘The Promise and the Dream’, 2009, cortesia da artista e da galeria Alecrim 50, Lisboa, 2012.

O corpo nunca é triste;
o corpo é o lugar
mais perto onde o lume canta.
É na alma que a morte faz a casa.

Eugénio de Andrade

Inaugura hoje, dia 29 de Novembro, a exposição ‘O lugar mais perto’ de Luísa Jacinto na galeria Alecrim 50. Em mostra, uma selecção de trabalhos em pintura, desenho e vídeo. Esta é a primeira exposição individual da artista, em Lisboa, desde a mostra compreensiva do seu trabalho, ‘Basta um só dia’, no Museu Carlos Machado, em Junho de 2012. A exposição estará patente até 26 de Janeiro de 2013.

Luísa Jacinto (1984, Lisboa) vive e trabalha actualmente em Lisboa. Concluiu em 2009 o MA em Fine Art na Central Saint Martins – Byam Shaw School of Art, Londres. Expõe regularmente desde 2007. Das suas exposições colectivas destacam-se Processo e Transfiguração – Casa da Cerca, Almada, e 17 Ingredients – Measures of Autonomy, comissariada por Shama Khanna e Blanche Craig, Studio One, Londres, 2009. Das suas exposições individuais, destacam-se Basta um só dia, comissariada por João Miguel Fernandes Jorge, Museu Carlos Machado, Açores; Um desejo impune, Galeria Alecrim 50, 2011; Things Change Quickly, Espaço Avenida – Sala Bebé, 2010. Luísa Jacinto encontra-se representada em colecções privadas e institucionais, destacando-se as colecções Madeira Corporate Service e Centro de Artes Arquipélago.

Veja:

Galeria de Imagens de Luísa Jacinto (P3 Jornal Público)

Anúncios