Álvaro Siza Vieira (leão de ouro e exposição em Veneza)

Álvaro Siza Vieira, fotografia de Fernando Guerra.

Álvaro Siza Vieira é homenageado pelo seu brilhante percurso profissional, foi-lhe atribuído o Leão de Ouro (prémio carreira) na 13ª Mostra Internacional de Arquitetura da Bienal de Veneza, 2012. Devido a um acidente que sofreu, no passado mês de Junho, e, por se encontrar em convalescença, não vai poder receber, pessoalmente, esse prémio. Este é o segundo leão de ouro que recebe, o primeiro foi relativo a um projecto.

desenho da exposição Álvaro Siza – Viagem sem programa, patente na Fondazione Querini Stampalia, em Veneza, por ocasião da 13ª Mostra Internacional de Arquitetura, 2012. Cortesia Fondazione Querini Stampalia e Bienal de Veneza.

Álvaro Siza – viagem sem programa (evento colateral da Bienal de Arquitectura de Veneza) é uma exposição inteiramente dedicada ao lado mais intimista e menos conhecido de Siza Vieira, patente na Fondazione Querini Stampalia, em Veneza, de 29 agosto a 11 de novembro de 2012, e que resulta das inúmeras reuniões que os dois curadores, Greta Ruffino e Raul Betti, tiveram com o arquiteto em Portugal, no seu escritório no Porto. Em mostra 53 obras, provenientes dos seus cadernos pessoais de desenho, seleccionadas pelo próprio, onde podemos ver não apenas a actividade do arquitecto, mas, também, a do homem.

Esses desenhos (principalmente retratos) foram realizados durante os anos de juventude, com secções dedicadas à família, às muitas viagens que fez ao exterior, aos jantares com amigos, entre outros – memórias e sentimentos, visões e notas irónicas, todos válidas, todos fazendo parte da vida.

desenhos da exposição Álvaro Siza – Viagem sem programa, patente na Fondazione Querini Stampalia, em Veneza, por ocasião da 13ª Mostra Internacional de Arquitetura, 2012. Cortesia Fondazione Querini Stampalia e Bienal de Veneza.

Álvaro Siza Vieira nasceu em Matosinhos em 1933. Estudou na Escola Superior de Belas Artes do Porto (1949-1955) onde leccionou mais tarde. No final dos anos cinquenta, abriu uma atelier profissional no Porto, local onde ainda trabalha. Os seus trabalhos têm sido expostos nos mais conceituados eventos e museus: Bienal de Veneza, Trienal de Milão, Centro Georges Pompidou em Paris, Museu de Arquitetura de Helsinki, entre muitos outros. Em 1992, recebeu o prestigioso Pritzker Prize, em 1998 recebeu a medalha Alvar Aalto e o prémio Princípe de Gales da Universidade de Harvard, ver mais informação biográfica aqui . Siza Vieira criou verdadeiros marcos na história da arquitetura portuguesa e internacional, as suas obras encontram-se, literalmente, espalhadas por todo o mundo e influenciaram várias gerações de arquitetos.

desenhos da exposição Álvaro Siza – Viagem sem programa, patente na Fondazione Querini Stampalia, em Veneza, por ocasião da 13ª Mostra Internacional de Arquitetura, 2012. Cortesia Fondazione Querini Stampalia e Bienal de Veneza.

link – entrega dos prémios em Veneza 2012

Álvaro Siza Vieira participa, igualmente, na exposição Lisbon Ground que representa Portugal na 13ª Mostra Internacional de Arquitetura da Bienal de Veneza 2012. Aqui mais informação e imagens sobre essa participação.