Pedro Letria: Cut Short

> 1 de Novembro, 2014

Cooperativa de Comunicação e Cultura Torres Vedras

Cut Short é uma exposição que reúne fotografias e textos produzidos e coleccionados por Pedro Letria por altura de uma viagem à Faixa de Gaza em 2009. Tendo chegado ao território Palestiniano em Julho, seis meses depois do fim da operação militar Israelita Cast Lead, Letria foi recebido pela agência noticiosa Ramattan, que lhe facultou a sua agenda diária e uma mesa de trabalho na redacção. Ao longo da semana que se seguiu, Letria cobriu os acontecimentos que mereceram a atenção dos media locais, fotografando, entrevistando e escrevendo as suas impressões e reflexões num pequeno caderno de capa negra.

Guardados desde então numa caixa arquivadora, as fotografias agora expostas são provas de trabalho, possivelmente pensadas para serem enviadas por correio. Os textos em itálico, por baixo das imagens, reproduzem o que Letria escreveu no verso de cada prova. Em baixo, estão incluídos textos retirados do caderno de capa negra e que correspondem aos eventos ou datas das fotografias. Os textos estão reproduzidos no original, em inglês, a língua em que Letria aprendeu a ler e a escrever. A justaposição destes três componentes em cada moldura, e a inclusão nesta exposição de outros artefactos encontrados na mesma caixa arquivadora, pretende alargar o contexto do que aconteceu e promover uma maior compreensão do que foi experimentado pelo autor.

A leitura de todos os escritos e o seu cruzamento com as imagens aponta para um manifesto esforço documental ou até mesmo jornalístico por parte de Letria. O cumprimento de uma agenda noticiosa local; as múltiplas entrevistas, deslocações, encontros e anotações; os nomes, números e factos assentes indiciam um labor dedicado e atencioso ao ofício de repórter. No entanto, é visível nas reflexões escritas que o autor se questionava insistentemente sobre a validade e as consequências das suas acções e intenções. Em mais do que uma circunstância, assistimos à expressão de uma  crescente descrença em relação aos mecanismos da imprensa e particularmente à legitimação do poder politico por parte desta. É igualmente notória a frustração que Letria sente em relação aos limites da fotografia. O título Cut Short (em português, fim prematuro) aponta para potenciais desperdiçados. Não se conhecem outros projectos com o mesmo enquadramento pelo mesmo autor.

A obra de Pedro Letria aborda as questões da deslocação e pertença. O seu uso da fotografia e texto é uma reflexão sobre a imagem e a linguagem escrita e como estas funcionam em separado e em como, uma vez combinadas, estabelecem um discurso alternativo. Espelhando a trajectória multicultural de Letria, as suas fotografias têm sido amplamente publicadas. É autor de vários livros, sendo The Club, editado pela Pierre von Kleist em 2014, o mais recente. O seu trabalho tem sido exposto em locais como o Centro Cultural de Belém; Fundació Foto Colectanea, em Barcelona, Espanha; Parc de La Villette, Paris, França; Galeria Olido, São Paulo, Brazil e a Kunstlerhaus Bethanien, Berlim, Alemanha, e está representado em colecções públicas e privadas, europeias e americanas. Com um B.F.A. da School of the Art Institute of Chicago e um M.F.A. do Rhode Island School of Design, Letria foi bolseiro Gulbenkian e Fulbright.Ensina, desde 2000, na Escola Superior de Arte e Design, das Caldas da Rainha.

+ info:

Pedro Letria

Cooperativa de Comunicação e Cultura Torres Vedras

Anúncios