Erwin Wurm (Am I a House?)

até 11 de novembro no CCA de Málaga, Espanha

Erwin Wurm, Am I a House?, no Centro de Arte Contemporânea de Málaga, 2012. Imagem cortesia do CAC Málaga, Espanha.

O Centro de Arte Contemporânea de Málaga apresenta a exposição ‘Am I a House?’ de Erwin Wurm, com curadoria de Fernando Francés. Esta é a maior exposição do artista austríaco, até ao momento, em Espanha.

Irónico e crítico, Erwin Wurm destaca no seu trabalho a impregnação excessiva de mensagens da sociedade atual, através dos media e publicidade, e o valor exacerbado que é dado à imagem. 

Erwin Wurm, nesta exposição, usou diferentes materiais com diferentes intenções, mas com um denominador comum – o de destacar a efemeridade do material e da forma. Criou uma série de esculturas, exibidas pela primeira vez no CAC de Málaga, que são modelos de edifícios, de casas ou de pedestais construídos em latão, poliéster ou alumínio. No vídeo (BEAT and TREAT, 2012), o artista mostra o processo de criação destas peças.

As intervenções de Erwin Wurm fazem com que os objetos nunca mais sejam os mesmos ou venham a ter as mesmas utilizações. No seu trabalho há uma crítica constante sobre o que pode ou não ser considerado arte, e de que forma um objeto, como um bar, por exemplo, sendo sujeito a transformações, pode vir a ser uma obra de arte (Furniture for Drinker, 2010). No vídeo (Am I a house?, 2005) pode ver-se uma das suas instalações mais conhecidas, (Fat House, 2005), onde as casas e os carros engordam, assim como as pessoas.

Erwin Wurm (n. Bruck an der Mur, Austria, 1954) Vive e trabalha em Viena e Limberg, Áustria. Iniciou os seus estudos em pintura, tendo depois escolhido escultura. Formou-se na Academia de Artes Aplicadas de Viena e na Academia de Belas Artes de Viena. É representado em Portugal por Cristina Guerra, Contemporary Art.

Erwin Wurm, Am I a House?, no Centro de Arte Contemporânea de Málaga, 2012. Imagem cortesia do CAC Málaga, Espanha.

Anúncios