imaginez l’imaginaire

Markus Schinwald, Orient, 2011. HD video, 9′, loop, 2 projections. Edition 1:7 + 2 APs. Courtesy of the artist and galerie Yvon Lambert, Paris.

Imaginar o imaginário

28.09.2012 a 11.02.2013 

Mais perto do artista, mais perto do processo de criação, é assim a nova temporada do Palais de Tokyo, que junta artistas, de diferentes gerações, cujas obras refletem e, por vezes, descrevem o próprio processo de desenvolvimento. Uma tentativa de perceber o artista e os seus processos, onde mil caminhos são possíveis, sendo que nenhum é igual. 

Depois do sucesso obtido pela La Triennale de Paris – Intense Proximité, que proporcionou a descoberta de um renovado Palais de Tokyo, esta segunda temporada quer aproximar-nos ainda mais dos artistas – da forma como pensam e como desenvolvem os seus processos artísticos ou, seja, como decorre o processo de criação de uma obra de arte.

Ryan Gander, ‘Ftt, Ft, Ftt, Ftt, Ffttt, Ftt, or somewhere between a modern representation of how a contemporary gesture came into being, an illustration of the physicality of an argument between Theo and Piet regarding the dynamic aspect of the diagonal line and attempting to produce a chroma-key set for a hundred cinematic scenes‘, 2010, Ryan Gander. © Ryan Gander. Courtesy the artist and Ishikawa Collection, Okayama, Japan. Photographer Ken Adlard.

São várias as exposições individuais e coletivas, que integram esta programação. A título de exemplo, a exposição ‘Les Dérives de l’imaginaire (derivações do imaginário)’ reúne artistas de diferentes gerações que abordem estas temáticas e cujas obras demonstrem e descrevam os processos mentais envolvidos no seu desenvolvimento. Artistas: Dove Allouche, Richard Baquié, Matthew Buckingham, Guy Debord, Fernand Deligny, Trisha Donnelly, Rodney Graham, Rachel Harrison, William Hogarth, David Hominal, Douglas Huebler, William E. Jones, Joachim Koester, Oliver Laric, Mark Leckey, Aristide Maillol, John Miller, Seth Price, Stephen Prina, Evariste Richer, Jean-Michel Sanejouand, Pierre Vadi, Raphaël Zarka, Bandes lettristes / François Letaillieur.

David Maljkovic, Lost Memories from These Days, 2006, Copyright David Maljkovic. Courtesy of Annet Gelink Gallery, Amsterdam, and Sprüth Magers Berlin London 

Este é, também, o tema da exposição individual, ‘Matières premières (matérias-primas)’, de Fabrice Hyber que procede à descrição de um mundo onde todas as regras foram reinventadas. O mesmo se pode dizer da instalação de Ryan Gander, uma espécie de biblioteca mental imaginária, que solicita a participação do público.

Neil Beloufa construi um cenário de um filme e Boris Groys reinterpreta a obra de um dos maiores filósofos do século XX (Alexandre Kojève). Damir Očko, um jovem artista croata, apresenta, pela primeira vez em França, o seu trabalho, tendo já sido citado como uma das revelações deste outono em Paris. Markus Schinwald explora a arquitetura monumental do Palais de Tokyo, para projetar uma instalação inovadora. E, muitos mais são os artistas e projetos desta ambiciosa programação. 

Damir Ocko, The Moon shall never take my Voice, 2010, vidéo HD, couleur/son, 19’16”, Courtesy de l’artiste et Galleria Tiziana Di Caro, Salerno, Italie.

A busca de novos princípios e a tentativa de ir sempre mais além, além da primeira leitura que uma exposição suscita, são os objectivos primeiros dos conteúdos  programáticos do Palais de Tokyo. Oxigenar o ecosistema das instituições de arte que tendem, por vezes, a reproduzir, indefinidamente, características típicas da sua identidade. Para evitar que isso aconteça, o Palais de Tokyo dá voz, regularmente, a jovens curadores, no sentido de traçar novos caminhos. Assim, em Junho de 2013, a convite do Palais de Tokyo, cerca de 15 jovens curadores internacionais ‘tomarão de assalto’ esta instituição parisiense. 

Links:

programa completo

vídeos-entrevistas com artistas

artigo Afterall

Markus Schinwald, Orient, 2011, Vidéo HD, 9′, en boucle, 2 projections, Edition 1/7 + 2 APs. Courtesy de l’artiste et de la galerie Yvon Lambert, Paris. © ADAGP, Paris 2012.

(C) imagens: cortesia das entidades referenciadas e do Palais de Tokyo, Paris, 2012.

Anúncios