Helmut Newton @ Grand Palais

Helmut Newton numa sessão fotográfica com a sua esposa June a assistir © Helmut Newton Estate. Cortesia Réunion des musées nationaux-Grand Palais, 2012.

Até 17 de Junho de 2012

Um mundo sem homens

Primeira retrospectiva de Helmut Newton (1920, Alemanha  – 2004, Los Angeles) em França, no Grand Palais, país onde o fotógrafo criou uma parte importante do seu trabalho, nomeadamente para a edição francesa da revista VogueProvocadora e por vezes chocante, a obra de Newton procura, de certa forma, retratar a beleza, o erotismo, o humor, e, por vezes, a violência das várias interacções sociais que ele observava através dos meios que frequentava: moda, luxo, dinheiro e poder. Era, antes de mais, um observador.

Helmut Newton, British Vogue (1967) © Helmut Newton Estate. Cortesia Réunion des musées nationaux-Grand Palais, 2012.

Uma obra que revelou uma visão nova e única de corpo feminino contemporâneo.

Esta mostra reune mais de 200 imagens, polaroids e originais de várias dimensões e o filme ‘Helmut by June’, realizado pela esposa do fotógrafo, June, igualmente fotógrafa. Foram casados durante sessenta anos e constituíram um dos casais mais criativos do século XX (ver vídeo a seguir sobre a relação criativa do casal). 

A exposição tem um percurso retrospectivo e temático. Apresenta os principais temas trabalhados por Newton: moda, nus, retratos, sexo, humor, entre outros. Uma obra que celebra essencialmente a liberdade. Nuas ou em smoking, as mulheres de Newton são quase sempre poderosas, sedutoras, dominadoras. Impressionam e intimidam. São mulheres que, seguras da sua revolução sexual, assumem plena liberdade pelos seus corpos. São mulheres ricas que conquistaram um estatuto de poder , integrando um mundo de luxo, classe e volúpia. Quando Newton publicou o livro Um mundo sem homens, ele expressa a fórmula visionária de uma sociedade onde as mulheres conquistaram tanto poder que podem substituir os homens e viver sem eles. 

Outros partilham uma opinião diferente evocando no seu trabalho uma erotização excessiva, subalternidade da mulher e uma visão fetichista desta e do sexo. Independentemente das diversas opiniões, é inegável a sua especial relação e interpretação das mulheres, uma visão para a qual muito contribui a sua esposa June. Foi, sem dúvida, o fotógrafo das mulheres. 

Commissária: June Newton, com a colaboração de Jérôme Neutres (Réunion des musées nationaux – Grand Palais).

June Newton auto-retrato com Helmut Newton, © Helmut Newton Estate

Helmut Newton © Helmut Newton Estate. Cortesia Réunion des musées nationaux-Grand Palais, 2012.

Helmut Newton © Helmut Newton Estate. Cortesia Réunion des musées nationaux-Grand Palais, 2012.

Helmut Newton © Helmut Newton Estate. Cortesia Réunion des musées nationaux-Grand Palais, 2012.

Anúncios