memórias do futuro, a colecção olbricht

Laurent Grasso, Memories of the Future, 2010, néon, boîte en Plexiglas, 50 x 74 x 42 c. © Collection Olbricht.

O médico alemão, Thomas Olbrichté um original coleccionador de arte. Expôe, parte da sua colecção, que é uma das mais significativas na Alemanha, na La Maison Rouge em Paris, até 15 de janeiro de 2012. A sua colecção conta com mais de 2.500 obras, repartidas por vários séculos, do séc. XVI até ao presente. Pela primeira vez apresentada em França, esta colecção combina obras antigas de Dürer, Callot e Schongauer com peças contemporâneas e outras curiosidades. Temas universais como a vaidade, a morte, a religião, eros, entre outros, definem esta colecção e dão-lhe um carácter particular e único. Presente uma selecção de artistas bastante criteriosa, como Gerhard Richter, Sigmar Polke, Daniel Richter, Franz Gertsch e John Currin na pintura. Jake e Dinos Chapman, Giampaolo Bertozzi e Stefano Casoni, e Marc Quinn na escultura e instalação. E, na fotografia, nomes como Robert Capa e Cindy Sherman. Memórias do futuro que viajam do passado até ao presente. A seguir imagens de algumas das obras em exposição via la Maison Rouge. 

o coleccionador Thomas Olbricht

Albrecht Dürer, Le Chevalier, le Diable et la Mort, gravure, 24,2 x 18,6 cm. © Collection Olbricht. 

Jake and Dinos Chapman, Sex I, 2003, bronze peint, 246 x 244 x 125 cm © Collection Olbricht.

Liza Lou , Homeostasis, 2005-2006, fibres de verre, perles en verre, 182,2 x 64,8 x 38,1 cm. © Collection Olbricht.

Jake and Dinos Chapman, Sex I, 2003, bronze peint, 246 x 244 x 125 cm. © Collection Olbricht.

Ron Mueck, Untitled, 1997, Silicone, acrylic fibre, latex, polyurethane foam, fabric. © Collection Olbricht.

John Isaacs, Thinking about it, 2002, 38,1 × 30,48 × 33,02 cm. © Collection Olbricht.

Damien Hirst, Skull with Knives, 2005 Oil-and-acrylic-on-canvas. © Collection Olbricht.