Poems for Earthlings

Adrián Villar Rojas, Poems for Earthlings, 2011, no Jardin des Tuileries, Paris, França

Poems for Earthlings (Poemas para Terráqueos)

Após uma residência de cinco meses na Villa Raffet, no âmbito de uma bolsa atribuída por SAM Art Projects, o artista Adrián Villar Rojas (n. 1980, Argentina), representante deste país na última edição da Bienal de Veneza, expõe, actualmente, uma escultura monumental no Jardin des Tuileries. Para este trabalho, que é uma continuação do projecto apresentado em Veneza, ele usou o seu material preferido, a argila. O trabalho de Adrián Villar Rojas é inspirado na literatura contemporânea, cultura clássica, ficção científica, bd e cultura grunge. O fim da humanidade e o tempo são temas transversais na sua obra. Como outras esculturas monumentais do artista, este trabalho é efémero, e será destruído no final da exposição. Esta exposição foi organizada por SAM Art Projects, em colaboração com o Musée du Louvre. Fotografias de © Catherine Vinay

Adrián Villar Rojas, Poems for Earthlings, 2011, no Jardin des Tuileries, Paris, França

Adrián Villar Rojas, Poems for Earthlings, 2011, no Jardin des Tuileries, Paris, França

Adrián Villar Rojas, Poems for Earthlings, 2011, no Jardin des Tuileries, Paris, França

Adrián Villar Rojas, Poems for Earthlings, 2011, no Jardin des Tuileries, Paris, França

Adrián Villar Rojas, Poems for Earthlings, 2011, no Jardin des Tuileries, Paris, França

Adrián Villar Rojas, Poems for Earthlings, 2011, no Jardin des Tuileries, Paris, França

Anúncios