Políticas Culturais

Uma reflexão brilhante de António Pinto Ribeiro sobre o lugar que a cultura deve ocupar e porquê. Infelizmente, os políticos portugueses, por falta de visão (ou outra coisa pior), remetem-na para lugares de obscuridade onde a falta de díalogo e estratégia para o sector é inqualificável. Subscrevo, inteiramente, este artigo, enquanto ‘agente cultural’ e cidadã e peço aos políticos deste país mais respeito e dignidade. Ler aqui o artigo


Anúncios