é como um grande vento

Akram Khan and Sylvie Guillem in “Sacred Monsters” by Akram Khan & Sylvie Guillem @ Sadler’s Wells

“Há tantas coisas tão diferentes que nos influenciam… Até mesmo os cheiros, as coisas que não vimos, os vários mestres, os países… Tudo isso foi digerido e sofreu alterações metabólicas, de tal maneira que é difícil para mim distinguir cada uma das partes do conjunto; é como um grande vento. Podia falar das pessoas excepcionais. O que um ser humano pode fazer é incrível, e o mais importante é o que se faz todos os dias; cada momento é diferente de cada um dos outros”

Falem-me de amor, Pina Bausch

Fotografias via